sexta-feira, 19 de abril de 2013

Neurose Textual


 Toda vez que sento pra escrever me pergunto: 

Por quê alguém leria um livro meu? O que tem de especial nessa história que vá agradar aos leitores?

Aí me lembro de Crepúsculo e 50 Tons de Cinza.

Em seguida penso que não quero me nivelar por baixo.

...E a neurose volta. A trava continua.



...

3 comentários:

Sphynx disse...

A explicação para o caso de Credopúsculo e 50 Tons talvez esteja em Schopenhauer. Ele disse: "Escreva para os tolos e terá sempre um grande público".

Mas não sei se vale a pena seguir esse "método", hehe.

Cute disse...

Passando pra espiar e desejar um ótimo final de semana!


(`'•.¸(`'•.¸¸.•'´)¸.•'´)
«`'•.¸.¤¤¤¤¤¤¤.¸.•'´»
«`'•.¸.¤(\__/)¤.¸.•'´»
«`'•.¸.¤(=':'=)¤.¸.•'´»
«`'•.¸.¤(")_(")¤.¸.•'´»
«`'•.¸.¤¤¤¤¤¤¤.¸.•'´»
(¸.•'´(¸.•'´`'•.¸)`' •.¸)'

Raehli Hage disse...

hahaha "essa noitícia é patrocinada pela seguinte cara de bunda" foi a melhor. Mas poxa Fran, escreves tão bem.. Eu, mesmo tão preguiçosa para ler ultimamente, sempre passo por aqui pra me perder nos teus textos, não são cansativos, e fluem bem pra mim, até me identifico com eles as vezes, o que torna mais interessante pra ler. Então sim, eu leria um livro seu haha, sem puxação de saco porque odeio isso u.u mas eu leria, e acredito que muita gente também. (Mas como metida a escritora que sou, entendo demais sua paranoia, vivo escrevendo livros e escondendo por ai, mas ssshh é segredo.) beso na testa, sua fofa (: